carregando...


Taboão da Serra, 11 de Dezembro de 2018 - 27° C

Café Sensorial promove protagonismo de pessoas com deficiência

Café SensorialCMPDCRAS Monte AlegreFecomerciáriosAssistência Social e Cidadania

Atualizado em: 24/05/2018 10:05

O Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (CMPD), ligado à Secretaria de Assistência Social e Cidadania, em parceria com a Federação dos Comerciários do Estado de São Paulo (Fecomerciários), promoveu um Café Sensorial na quinta-feira, 17 de maio. Realizado no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) Monte Alegre, o encontro teve como objetivo sensibilizar a população sobre os desafios enfrentados por pessoas com deficiência.


À ocasião, cerca de 70 pessoas, entre munícipes e autoridades, participaram do evento que contou com apresentações de canto, coral, dança e palestras, além de uma exposição de artesanato com produtos feitos por alunos da Oficina de Artes do CRAS Monte Alegre. 


Gilda Soares, Coordenadora de Gestão de Pessoas da Fecomerciários, representou o presidente da entidade Luiz Carlos Motta, que não pôde comparecer por motivos de agenda. Em seu discurso, Gilda Soares replicou as palavras de Motta a respeito da inclusão, uma das bandeiras de luta da entidade.  “As pessoas com deficiência não são ‘coitadas’. São capazes e merecem seu espaço no mundo, sem discriminação, com respeito e dignidade. A sociedade e o poder público precisam unir forças para efetivar políticas públicas de inclusão”, disse.
 

ilda Soares, Coordenadora de Gestão de Pessoas da Fecomerciários, representou o presidente da entidade Luiz Carlos Motta.


Já a Profa. Eunice Aires, coordenadora do Departamento de Educação e Responsabilidade Social da Fecomerciários, ressaltou que o Café Sensorial fortalece vínculos em defesa da inclusão efetiva. “Este é um momento de unir o poder público, o meio sindical e os próprios protagonistas (pessoas com deficiência) em prol da mesma causa: inclusão com qualidade e dignidade para todos os cidadãos”, afirmou.


Segundo Fátima Rocha, atual presidente do CMPD, uma das primeiras das preocupações desta gestão foi mostrar para a sociedade o seu jeito único de fazer. “Temos a felicidade de estar dentro de uma Secretaria de Assistência Social, que acolhe os conselhos. Acolher um evento como este (Café Sensorial) é apostar que estamos fazendo um trabalho bem feito e, principalmente, acreditar e apostar nas pessoas para as quais está sendo feito este trabalho”, afirmou a presidente. 


 

Apresentação de canto do Centro de Reabilitação Social (CRS) Renato Philipe Hanai Mendes foi uma das atrações do encontro.


Com a gestão do biênio 2016/2018 chegando ao fim, Fátima Rocha afirmou estar agradecida com as parcerias que firmou ao longo dos últimos anos. “Temos parceiros lindos, como a Fecomérciários, famílias que apostam, que não lutam não só por melhorias dentro de sua casa, mas que haja melhorias para todo mundo e é isto o que a gente (Conselho) também entende: que este fazer próximo seja tão contribuinte quanto esta gestão. Agradeço a cada um dos conselheiros, titulares e suplentes. Agradeço por poder estar dentro desta secretaria, claro, dentro deste município que a gente escolheu  para fazer este trabalho”, finalizou a Fátima Rocha.


Atrações


A primeira atração foi o coral do Centro de Convivência do Idoso (CCI) Maria Rosa que, regidos pelo Prof. Orlando Pacheco, entoaram o Hino de Taboão da Serra. Na sequencia, atendidos pelo Centro de Reabilitação Social (CRS) Renato Philipe Hanai Mendes, cantaram e dançaram, respectivamente, as músicas “Aleluia (Hallelujah)” da cantora Gabriela Rocha, e “Bailando” de Henrique Iglesias.


Os alunos do Centro de Integração e Apoio ao Deficiente Visual (Ciadeva), acompanhados pelo Prof. Roberto cantaram duas músicas. Kauã e Carlos entoram “Que país é este?”, da banda Legião Urbana e, Danilo e Victor escolheram “Te Esperando”, do cantor Luan Santana. Já o coral da Associação dos Deficientes de Taboão da Serra (ADT) optou pela interpretação da música “Você é especial”, de Aline Barros.


 

Coral da Melhor Idade também marcou presença no Café Sensorial em prol da inclusão.


 


Durante o evento foram realizadas três palestras. Aline Morais, sócia diretora da “Santa Causa” – empresa de consultoria especializada na elaboração e coordenação de projetos voltados à inclusão de pessoas com deficiência, ministrou a palestra “Contribuições da Lei Brasileira de Inclusão para a empregabilidade da Pessoa com Deficiência”. A coordenadora nacional do Programa de Empregabilidade da Organização Nacional dos Cegos do Brasil (ONCB), Fernanda Simidarmore Ferreira, abordou o tema “Protagonismo da Pessoa com Deficiência nas questões de empregabilidade” e apresentou o projeto do Programa Ágora Brasil. Já a terceira e última palestra foi feita por Felipe Codina, psicólogo do CAPS Infantil, que falou sobre “Desafios e superações da pessoa com deficiência no mundo do trabalho e do esporte”.