carregando...


Taboão da Serra, 30 de Setembro de 2022

Dia da Árvore é celebrado com plantio e Instrução Normativa que viabiliza doação de mudas

Des. Urb. Hab. e Meio Ambiente

Atualizado em: 22/09/2022 18:09

Documento facilita o acesso dos munícipes às mudas de árvores nativas que estão no Viveiro Municipal para plantio na cidade

 

A ampliação das áreas verdes e a conservação das espécies existentes é um desafio para todas as cidades, principalmente para aquelas em que há pouco espaço disponível. Em Taboão da Serra, município de 20,388km²  da Grande São Paulo e um dos maiores adensamentos populacionais do Brasil e da América Latina (11.994,31 hab/km² | Censo 2010 - IBGE), a Prefeitura está realizando programas e modernizando a legislação para desburocratizar o plantio de árvores e a doação de mudas.

Neste Dia da Árvore, 21/09, durante uma ação especial do programa “Plantar e Cuidar”, que tem como objetivo capacitar a comunidade escolar e realizar o plantio de árvores nativas e frutíferas em escolas municipais, foi assinado pelo Chefe do Executivo a Instrução Normativa que facilita a distribuição de mudas do Viveiro Municipal para munícipes que queiram plantar árvores em suas calçadas. Além de doar a muda para moradores que desejam substituir as árvores que estão doentes ou causando danos ao imóvel, como no caso de espécies  exóticas invasoras (Ficus), a população terá orientações quanto ao plantio, cuidados e manejo das árvores.


“Taboão da Serra é a cidade mais adensada da América Latina então a gente tem que buscar soluções e ter criatividade para fazer plantio. A assinatura dessa Instrução Normativa é um marco em nossa cidade. Para o morador de Taboão da Serra que tem uma árvore na sua calçada, que está causando problema por ser uma espécie inadequada,  dano ao patrimônio ou que está com alguma doença como cupim,  a partir de hoje, as mudas serão fornecidas pela Prefeitura para essas substituições. Antes o proprietário tinha que arcar com o custo da muda para substituição. Agora a prefeitura vai assumir esse ônus, oferecendo as mudas e o mais importante, incentivar o plantio de espécies adequadas, para valorizar o nosso patrimônio natural”, explica a bíóloga Ruth Ferreira Ramos, diretora do Departamento de Meio Ambiente da Secretaria de Desenvolvimento Urbano Habitação e Meio Ambiente (SEHAB).
 

 




A Instrução Normativa, que será publicada na Imprensa Oficial do Município nos próximos dias, faz parte do programa Refloresta Taboão, que conta com ações sistêmicas de plantio de árvores nativas na cidade.

Lançado durante a Campanha Junho Verde, o programa já realizou o plantio de mais de 200 árvores nativas em áreas públicas do município, como no Largo do Taboão e no Jardim das Oliveiras.

“A preservação do Meio Ambiente é realizada com ações. Por isso, é importante plantar, capacitar e orientar os moradores, desde pequenos, sobre a importância de manter preservada não só a natureza, mas também as escolas e o ambiente que vivemos. Essa a a contribuição que estamos fazendo para deixar Taboão da Serra, que é uma cidade completamente urbanizada, cada vez mais arborizada e agradável para viver ”, afirmou o secretário de Desenvolvimento Urbano, Nílcio Regueira Dias.

Plantar e Cuidar
O Plantar e Cuidar já realizou o plantio de 80 árvores nativas e frutíferas em escolas municipais. O programa é realizado em algumas etapas: a primeira consiste em uma visita técnica pela SEHAB às unidades escolares que solicitaram adesão ao programa para avaliar o solo disponível e as espécies mais adequadas ao local; posteriormente é realizada uma oficina teórica com professores e a comunidade escolar sobre arborização urbana, com emissão de certificado; depois é promovida a ação de plantio com a participação dos alunos e, cada sala de aula fica responsável por cuidar de uma muda.

 



Na EMI Bidu, escola do Jardim Freitas Júnior, foram plantadas Pitangueiras no dia 21/09. Patrícia Pereira Viana Gomes, diretora da unidade, destacou a importância pedagógica. “É uma experiência ímpar para nossas crianças. A gente já vem fazendo um trabalho sobre sustentabilidade, cuidados com o nosso ambiente da escola, espaço que é deles. Então, o programa só veio a agregar para nossas crianças e para comunidade. As crianças são o fruto, levam isso para casa e tenho certeza que os pais e as famílias, a partir dessa ação, vão ter um outro olhar para essa atividade que nós estamos fazendo, que é o cuidar da árvore, cuidar de nós mesmos e do futuro”, comentou.

De acordo com a SEHAB,  a meta é finalizar o plantio em todas das escolas da rede municipal de Taboão da Serra  em 2023 e, então, abrir o programa para escolas estaduais.