carregando...


Taboão da Serra, 18 de Dezembro de 2018 - 30° C

Educação avança na inclusão e cria Escola Bilíngue para Surdos

Ensino BilíngueLIBRASEMEBSsurdezbaixa audição

Atualizado em: 05/10/2018 16:10

A alfabetização e a escolarização de pessoas com deficiência é um grande desafio para a maioria dos municípios brasileiros e este obstáculo se torna ainda maior quando pensamos em pessoas com deficiência auditiva. Segundo estimativas do CENSO 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 9,7 milhões de brasileiros são surdos ou possuem perda auditiva. Pensando em enfrentar esta situação e assegurar aos deficientes auditivos de Taboão da Serra o direto à educação, a Prefeitura de Taboão da Serra criou a Lei 2271/2017, que integra a Educação Bilíngue para Surdos ao Sistema Municipal de Ensino.


Em funcionamento desde o início do ano, a Escola Municipal de Educação Bilíngue para Surdos (EMEBS) já atende 55 crianças matriculadas do Jardim I ao 5º ano. No entanto, o atendimento será até o 9º Ano e ainda há vagas. “Na EMEBS, os alunos são alfabetizados na Língua Brasileira de Sinais (Libras) e, na perspectiva bilíngue, a língua portuguesa é a segunda língua ensinada”, explica o secretário de Educação, Prof. João Medeiros.


Além de aprender em Libras a grade curricular da rede, em parceria com a Secretaria de Cultura e Turismo, todos os alunos fazem aula de dança na Escola Municipal de Bailado, duas vezes por semana. “Também fechamos uma parceria com a Secretaria de Esportes e, em breve, os alunos de inclusão terão aulas no Centro de Iniciação ao Esporte”, completa Prof. João Medeiros.

 

Alunos da EMEBS fizeram apresentação da EMEF Vinícius de Moraes em comemoração ao Dia Nacional do Surdo.


A EMEBS também oferece gratuitamente aula de Libras para pais. “O curso Libras para pais é um curso de aprendizagem de comunicação. É para que pais, parentes ou algum familiar que tenha contato com a criança ou com o adolescente surdo consiga se comunicar com o jovem e vice-versa”, explica a diretora da EMEBS Marcia de Jesus Temoteo.


Adultos com deficiência auditiva que não estão mais em idade de escolarização também são atendidos pela EMEBS. “Às segundas-feiras, das 14h às 16h, oferecemos curso de artesanato e, das 16h às 18h, curso de informática. Também temos um curso introdutório de Libras destinado a adultos surdos, que ainda não conhecem a Língua Brasileira de Sinais e não estão mais em idade de escolarização. A aula é com professor surdo e é de apresentação de sinais básicos de Libras para que eles consigam se comunicar”, completa a coordenadora pedagógica da EMEBS, Atalia Marina Soares de Jesus.


Dia Nacional do surdo
Dia 26 de setembro é comemorado o Dia Nacional do Surdo. Para celebrar a data, homenagear, dar visibilidade aos surdos e divulgar o trabalho desenvolvido pela escola, os alunos da EMEBS fizeram apresentações na EMEF Vinícius de Moraes. À ocasião, as crianças encenaram a peça “Cinderela Surda”, fizeram contação da história “Bruxa, bruxa, venha a minha festa”, além de duas apresentações de dança. Todo o trabalho foi acompanhado pela supervisora de ensino Elisangela Ximenes, pelas diretoras, coordenadoras e professores de ambas as escolas e pelas professoras de dança Nathália Novaes e Rosangela Jorge.


 

Encenação da peça “Cinderela Surda” fez parte das comemorações ao Dia Nacional do Surdo

 


As apresentações encantaram alunos e professores que aplaudiram em Libras as crianças da EMEBS. A coordenadora pedagógica Lisley de Resende Amado destacou a importância de momentos como as apresentações. “Momentos como estes são importantes para que os alunos possam vivenciar a inclusão, vivenciar este intercâmbio entre alunos de diferentes situações e escola. Isto é muito rico para a aprendizagem e para o respeito entre os iguais, pois são todos iguais”, afirmou.

 

Alunos com baixa audição fizeram a contação da história “Bruxa, Bruxa, venha a minha festa”, de Arden Druce.


Já a diretora da EMEF Vinícius de Moraes, Rosângela Ap. dos Santos Bastos, ressaltou que os ganhos foram inúmeros. “Além da emoção que a gente sente, é um dia que todo mundo ganha. Porque é tanto aprendizado que nós não conseguimos mensurar, não só quem veio e nos trouxe esta aprendizagem, como os nossos próprios alunos, que a gente convive todos os dias nos surpreendeu”, disse.  “Queremos fazer encontros como este mais e mais vezes, pois proporcionam estes momentos. Foi um dia muito rico e que não dá pra medir a quantidade de experiência que nós ganhamos aqui hoje”, finalizou.


EMEBS
Diretora: Marcia de Jesus Temoteo
Coordenadora Pedagógica: Atalia Marina Soares de Jesus
Avenida Brasil, 1146, Jardim América - 06756-370
(11) 4787-2814
 

VEJA MAIS FOTOS: