carregando...


Taboão da Serra, 13 de Novembro de 2019

Secretaria de Cultura promoveu oficina para orientar interessados no prêmio Culturas Populares

prêmio culturas popularesoficinasecretaria de culturaCultura e Turismo

Atualizado em: 17/07/2018 09:07

A Secretaria de Cultura e Turismo de Taboão da Serra juntamente com o Ministério da Cultura (MinC) realizou uma oficina gratuita para auxiliar interessados em participar da 6ª edição do Edital Culturas Populares.

Essa é uma das maiores premiações da cultura popular em termos de valores e número de premiados. O evento foi realizado no dia 26 de junho, no Cemur.

Representantes do MinC estiveram à disposição do público para tirar dúvidas, apresentar o edital e orientar como devem ser feitas as inscrições. O "6º Prêmio Culturas Populares" vai investir R$ 10 milhões em 500 iniciativas que fortaleçam e contribuam para dar visibilidade a atividades culturais do Brasil, como o cordel, quadrinha, maracatu, jongo, cortejo de afoxé, bumba meu boi e boi de mamão.

Segundo o secretário de Cultura e Turismo, Wanderley Bressan, o intuito da oficina é capacitar os coletivos, ajudar na elaboração do projeto para concorrer ao prêmio e potencializar a diversidade cultural do município. “Entendemos como prioridade, a estruturação, o fomento e reconhecimento, dos grupos de cultura da cidade, para que possam formar uma ação vencedora e sejam premiados”, disse.

Na edição 2018 do edital, cada um dos premiados receberá R$ 20 mil. As inscrições podem ser feitas até 13 de junho, pela internet no site do prêmio. Serão premiadas iniciativas em cinco categorias: prêmios para mestres e mestras - pessoa física; iniciativas de Grupos sem CNPJ; pessoas jurídicas sem fins lucrativos; pessoas jurídicas com ações comprovadas em acessibilidade cultural; e herdeiros de mestres e mestras já falecidos.

Participaram da oficina os coletivos de cultura do município Candeart, UTT, Ararats, Samba da Bika, Becos e Vielas, Bloco Carnavalesco Cachorro de Selva, Comunidade Filosofia de Quintal, Subverso Crew, Irmãos Guerreiro, Ong Mundo da Fantasia, Vila Arte Produção e Agência Solano Trindade. Os projetos desenvolvem ações como teatro, dança, artesanato, capoeira e samba, nos bairros da cidade.

Sobre o Prêmio

O 6º Prêmio Culturas Populares: Edição Selma do Coco é a maior premiação da cultura popular em termos de valores e número de premiados, concedida pelo MinC desde 2007. Cada uma das 500 iniciativas premiadas vai receber R$ 20 mil, o dobro do valor do ano passado. As inscrições podem ser feitas até 13 de junho pela página http://culturaspopulares.cultura.gov.br/, pelo sistema Salic ou por via postal.

Serão 200 prêmios para mestres e mestras (pessoa física); 180 para iniciativas de Grupos sem CNPJ; 70 para pessoas jurídicas sem fins lucrativos; 30 para pessoas jurídicas com ações comprovadas em acessibilidade cultural; e 20 para herdeiros de mestres e mestras já falecidos (in memoriam).

Lançado no dia 27 maio, em Recife (PE), a 6ª edição do Prêmio Culturas Populares homenageia a cantora pernambucana Selma Ferreira da Silva, a Selma do Coco, falecida em 2015.

Nas cinco edições realizadas, o Prêmio Culturas Populares contou com 9 mil inscrições e distribuiu R$ 18,7 milhões em prêmios a 1.545 mestres, grupos e entidades sem fins lucrativos, em todas as regiões do País. A premiação estava suspensa desde 2012 e foi retomada no ano passado, quando obteve número recorde de inscritos (2.862), com 500 premiados.

Na edição de 2017, foram 258 agraciados do Nordeste, 151 do Sudeste, 42 do Norte, 21 do Centro-Oeste e 28 do Sul do Brasil. Para garantir que a distribuição dos recursos seja feita de forma democrática, em 2018, serão 100 prêmios para cada região. Se uma das regiões não atingir o total de vagas existentes, as vagas restantes serão redistribuídas entre as demais regiões.