carregando...


Taboão da Serra, 18 de Dezembro de 2018 - 32° C

Secretário de Esportes recebe vice-campeãs da Copa do Brasil de Futsal Feminino

Futsal femininoCopa do BrasilEsportes e Lazer

Atualizado em: 02/10/2018 16:10

O time de Futsal Feminino de Taboão da Serra, que se sagrou vice-campeão da Copa do Brasil de 2018, foi recebido pelo secretário de Esportes, Fabio Fernandes, no dia 28 de setembro. 


À ocasião, Fabio Fernandes cumprimentou as jogadoras pelo resultado no torneio e explicou que a Prefeitura de Taboão da Serra desenvolve um trabalho com o futsal desde as categorias de base, com a oferta da modalidade futsal nas escolinhas do município, até o time principal.


“Num país em que, infelizmente, os esportes femininos ainda ficam à margem, a cidade de Taboão da Serra dá um exemplo de como se deve valorizá-los. O apoio dado pela Prefeitura de Taboão da Serra ao futsal feminino, por exemplo, com alojamento, transportes e espaço para treinamentos tem se refletido em resultados. Em agosto, a equipe foi campeã dos Jogos Universitários da Conferência Sul e agora traz para a nossa cidade o vice-campeonato da Copa do Brasil. Só tenho a agradecer a essas guerreiras por representarem com tanto amor a nossa cidade”, falou Fabio.

 

O secretário de esportes Fabio Fernandes parabenizou atletas e elogiou desempenho da equipe.


A Copa do Brasil se decidiu em duas partidas finais eletrizantes (4x4 em casa e 2x2 fora) contra a equipe paranaense do Cianorte. Com os resultados, o título foi disputado nas penalidades máximas. “Para nós foi uma honra participar desta competição, na qual jogamos em vários locais do Brasil. Chegar à final reflete todo o nosso trabalho. Apesar de não perdermos no tempo normal, o título escapou nos pênaltis. O Cianorte é uma grande equipe e mereceu a conquista”, destacou a treinadora do Taboão, Cris Souza.


Taboão diz não ao machismo
O treinador de goleiros do time, Alexandre Politzer, fez questão de agradecer a Prefeitura de Taboão da Serra por dar total apoio ao futsal feminino, alertando que o preconceito ainda se faz presente no Brasil.


“Estou na comissão técnica desde 2013. Desde então percebemos que falta na sociedade a mudança de entender que homem e mulher são iguais. O futsal feminino é o esporte mais hegemônico do país com seis títulos mundiais e não se tem grande divulgação na mídia. Há muito preconceito ainda, só olharmos também, por exemplo, para a política, e vermos que o número de homens é maior do que o de mulheres. Taboão da Serra, através da Prefeitura, tem dado todo apoio a este esporte, nos ajudando a quebrar os preconceitos que ainda existem”, relatou Alexandre. 


Show de bola dentro e fora das quatro linhas
Autora de um dos gols do Taboão da Serra na final da Copa do Brasil, a ala e fixa Drika, de 27 anos, veio jogar pelo time da cidade em 2014. Desde então ela se identificou com o projeto e vem trilhando, assim como as suas colegas de time, um caminho de sucesso dentro e fora de campo. 


Isso porque, além de jogar no time, Drika concluiu o ensino superior, passou em um concurso público de Prefeitura de Taboão da Serra e hoje também dá aulas de futsal para categorias menores no Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) Monte Alegre. Um ponto a se destacar é que todas as jogadoras da equipe concluíram ou estão concluindo cursos de ensino superior, através de bolsas ofertadas pela Faculdade FECAF.