carregando...


Taboão da Serra, 27 de Janeiro de 2022

Taboão da Serra receberá mais de 12 mil cestas básicas do Banco Industrial do Brasil

cestas básicasBanco Industrial do BrasilcrasAssistência Social e Cidadania

Atualizado em: 18/05/2021 18:05

Os alimentos serão distribuídos pela Secretaria de Assistência Social às famílias em situação de pobreza e extrema pobreza que estão cadastradas no CadÚnico
 

A Secretaria de Assistência Social e Cidadania (SAS) da Prefeitura de Taboão da Serra recebeu uma doação do Banco Industrial do Brasil de quase quatro mil cestas básicas, que serão encaminhadas às famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza que estão cadastradas no Cadastro Único (CadÚnico) para Programas Sociais do Governo Federal.

A parceria aconteceu através do projeto “Tamo junto”, como explica Cristina Ciampone, que é gestora do trabalho, na Secretaria de Assistência Social e é a responsável pela articulação que resultou na doação das cestas. 

Ela explica como foi feita a parceria neste momento em que o número de necessitados cresceu muito diante do cenário pandêmico. “Realizamos uma parceria com o Banco Industrial do Brasil, através do coordenador do projeto ‘Tamo junto’, Milton Riitano, que nos forneceu uma quantidade de cestas que vai alimentar muitas famílias. Vamos receber durante cinco meses 2.236 cestas por mês”, contou.

O coordenador do projeto, Milton Riitano visitou Taboão da Serra nesta terça-feira, 18/05, e explicou que R$ 5 milhões já foram investidos no projeto. “Me sinto muito seguro em doar estas cestas para vocês, entre todas as instituições que foram beneficiadas, aqui é a única que não tivemos problemas com a prestação de contas e estou impressionado com a agilidade na distribuição, mesmo com a grande quantidade o que é importante, afinal a fome não espera”, disse.

 

Milton Riitano, do Banco Industrial do Brasil, acompanhou a entrega das cestas básicas doadas à Taboão da Serra

 

Cristina explicou que ainda que “as famílias contempladas estão cadastradas no Cadastro Único do Governo Federal, nos oito Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) que temos no município, estas famílias se encontram em situação de pobreza ou extrema pobreza. Agradecemos muito a parceria, pois através dela poderemos garantir o direito destas famílias de ter comida na mesa, esperamos fidelizar esta parceria para conseguirmos fazer mais por quem mais precisa”, explicou a gestora.

O secretário de Assistência Social, Wagner Eckstein, reforçou a importância das parcerias para o auxílio aos moradores. “A pandemia do novo coronavírus aumentou muito a desigualdade social e, consequentemente, o número de pessoas em situação de pobreza e de extrema pobreza. O Poder Público tem um papel fundamental para ajudar quem mais precisa e através das parcerias que firmamos, como esta com o Banco Industrial do Brasil, esse auxílio pode ser potencializado. É importante lembrar que o nosso trabalho além de recriar formas de combater a fome, também procura combater a exclusão social”, destacou.

Já Claudia Martins, assistente social e coordenadora de Proteção Social básica da SAS explicou que o trabalho da pasta é muito além da distribuição das cestas. “A cesta vai junto com a política social que procura entender a realidade da família, que às vezes tem que ser assistida de outras formas além da segurança alimentar, então o nosso trabalho vai ao encontro de fortalecer a família para que ela possa acessar todos os seus direitos”, comentou.

A parceria com o projeto vai garantir 2.236 cestas por mês, durante cinco meses, podendo ser prorrogado por mais cinco meses, neste mês de maio foram recebidas mais 1.726 cestas, totalizando quase quatro mil cestas. No final destes cinco meses, serão recebidas 12.906 cestas básicas. 

A prestação de contas das cestas básicas será feita através da assinatura de um representante de cada família que receber as cestas em uma lista onde constam seus dados pessoais como endereço e CPF.