carregando...


Taboão da Serra, 01 de Outubro de 2022

Educação dá início ao projeto Caixa Literária em escolas da rede municipal

Educação, Ciência e Tecnologia

Atualizado em: 30/06/2022 16:06

Prefeitura leva incentivo à leitura para unidades de ensino infantil e fundamental através de projeto que também será expandido para os PACs

 

A Prefeitura de Taboão da Serra, por meio da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (SEDUC), anuncia um novo projeto de incentivo à leitura nas escolas, a Caixa Literária. Em conjunto com os uniformes, os materiais escolares e kits de higiene Xô Covid, os alunos das escolas de ensino infantil e fundamental do município receberam ao todo 86.960 livros. O projeto ainda garante um guia para o professor e acesso a uma plataforma online.

As escolas de Educação Infantil (EMIs) receberam 608 kits com 40 livros, totalizando 24.320; já as de Ensino Fundamental (EMEFs) receberam 522 kits com 120 livros, ou seja, 62.640. O programa também será expandido para as creches conveniadas do Programa de Atendimento à Crianças (PACs).

Dentre os títulos, é possível encontrar livros que ensinam as crianças a lidar com suas emoções, por exemplo, as obras de Trace Moroney “Quando me sinto irritado”, “Quando me sinto nervoso” e “Quando me sinto bondoso”. Existem ainda diversos exemplares voltados para o entretenimento e atividades lúdicas, como “Mordisco: O monstro de livro” de Emma Yarlett e “1.001 coisas para encontrar – Show de talentos” da editora Ciranda Cultural.

 



“Este novo projeto dá aos professores uma maior variedade de títulos para trabalhar em aula e possibilita aos alunos a oportunidade de encontrar algo que desperte em si o interesse pela leitura, já que podem escolher entre diversas opções”, explicou Dirce Takano, secretária de Educação.

Na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Professora Therezinha Volpato Baro o projeto Caixa Literária começou a ser implementado no início do mês e de acordo com a coordenadora pedagógica Eliane Silva Barbosa os alunos estão bem animados. “Ainda é cedo para falar dos resultados, mas os professores estão trabalhando com atividades de leitura e as crianças ficam curiosas para ver quais são os livros”, comentou.